RUGAS E ELASTICIDADES DA PELE

A perda da elasticidade pele e as rugas são os sinais externos mais característicos do envelhecimento cutâneo. O envelhecimento altera a coesão celular , elasticidade e a qualidade da matriz extracelular.
Assim, ativos cosméticos podem criar coesão celular a fim de evitar perda de firmeza e elasticidade e limitar rugas.

    Diferentes processos biológicos ou mecanismos podem ser avaliados in vitro para o claim de antirrugas:
  • Reforço da coesão e firmeza da derme
  • Produção de componentes da matriz extracelular
  • Melhoria das interações célula-matriz
  • Melhora da qualidade da junção dermo-epidérmica e adesão celular

MODELOS BIOLÓGICOS E ENSAIOS

    Modelos Biológicos:
  • Fibroblastos humanos normais
  • Equivalente dérmico (Matriz extracelular enriquecida com fibroblastos)
  • Pele humana reconstituída in vitro
  • Explantes cirúrgicos de pele (cultura ex vivo)
    Ensaios:
  • Síntese de colágenos, elastina, fibronectina
  • Análise de proteoglicanos, glicosaminoglicanos e ácido hialurônico
  • Avaliação de proteínas de junção dermo-epidérmicas (Integrinas, Laminina V, Colágeno tipo 4)
  • Análise expressão de proteínas de adesão celular (Ex: Desmogleinas)

Se Inscreva em nossa NewsLetter


Seu e-mail está seguro conosco, também não gostamos de Spam!